quinta-feira, 10 de maio de 2012

Nutrição funcional: chá na minha dieta

Oi saradas do meu coração!

Quero contar pra vcs um pouco dos chás que eu tanto digo que gosto. Bom, na minha casa sempre foi costume, desde pequenininha lembro da minha avó me dando chá de cidreira e camomila (que a gente tinha no quintal), então cresci com esse hábito.

Me sentia bem tomando um chazinho. Dependendo do momento, tinha chá pra ficar mais leve, chá pra relaxar, pra ajudar na digestão e até pra animar (chá verde, com cafeína). Mas aí quando vi que o nutri incluiu os chás na minha dieta, foi que comecei a perceber que realmente aquilo deveria ter alguma comprovação científica mesmo e aí comecei a me interessar mais e a querer saber o que eles poderiam fazer pela minha dieta.

Aqui algumas das propriedades dos chás que eu mais gosto:

Chá verde: uma das substâncias do chá verde é a teofilina, que ajuda a dilatar os brônquios, melhorando a respiração dos asmáticos. O chá verde previne ainda a formação de pedras na vesícula e nos rins, além de normalizar a função da tiróide e regenerar a pele. Quer mais sobre o chá verde? Então anote: ele aumenta o colesterol dito bom, o HDL, em oposição ao mau colesterol, o LDL. Além disso, há estudos que comprovam que quem consome chá verde tem melhor disposição para queimar gorduras, pois aumenta o metabolismo, sendo indicado para dietas e perda de peso e também para melhorar a resistência dos atletas.

Chá branco: ele tem maior potencial de queimar gorduras que o chá verde. Além disso, previne o envelhecimento e ainda de doenças cardiovasculares. O chá branco também tem elevada taxa de antioxidantes. Boldo do Chile: o boldo é uma folha acinzentada que deriva de uma planta de pequeno porte, importada do Chile, onde melhor se desenvolve. Seu sabor é amargo e fortemente aromático. É principalmente empregado nas disfunções hepáticas.

Camomila: uma das mais populares ervas originárias da flora européia e do Ocidente Asiático, esta espécie de camomila apresenta um aroma agradável e tem efeito calmante e regulador do aparelho digestivo.

Erva doce: é também conhecida como anis, é originária da região mediterrânea oriental e muito cultivada em diversas partes do mundo. Apresenta sabor particularmente adocicado. Este é um dos chás mais consumidos.

Capim Cidreira: nativa das regiões tropicais da Ásia, África e América, a erva-cidreira adaptou-se bem ao clima brasileiro e hoje é muito encontrada em hortas e jardins do interior do Brasil. Indicada para fins digestivos e possui paladar agradável.

Cavalinha: a cavalinha é diurética, ou seja, aumenta o fluxo urinário e consequentemente, contribui para o emagrecimento. Ela ainda ajuda para o controle do colesterol, de inflamações na próstata e na cicatrização.

Hortelã: planta que se desenvolve na maioria das regiões temperadas do mundo. Originária da Inglaterra, a hortelã possui propriedades estimulantes de muitas ervas aromáticas. Esta espécie é reconhecível pela cor verde mais escura das folhas e muito utilizada como calmante.

Hibiscus: o chá de hibiscus apresenta atividade diurética, importante para quem tem celulite e retenção de líquido e ainda possui antioxidantes que ajudam na neutralização de radicais livres envolvidos no processo de envelhecimento.

Gengibre: estimula a digestão, alivia a constipação e é um tônico cardíaco. Ele trata a obesidade, pois ajuda acelerar o metabolismo e queima calorias.

O modo de preparo também deve ser avaliado. Esses todos que coloquei devem ser feitos em infusão, deixando as folhas descansarem em água quente (mas não fervente) por cerca de 15min. Particularmente, eu deixo um pires em cima da xícara até a hora de beber, pois ouvi falar que alguns compostos voláteis podem ser perdidos... por garantia, faço assim.

Ultimamente tenho tomado umas 3 boas canecas de chá de hibiscos ou gengibre, todos os dias. Sem adoçante nem açúcar.

Já vi algumas pessoas em dúvida se podem tomar chá com efeito estimulante quando estão usando termogênicos. Falando por mim, digo que no início, quando o corpo ainda não se acostumou ao excesso de cafeína, não é aconselhado (eu mesma, que pouco antes de iniciar o oxyelite vivia de café e chá verde, não sentia mais nenhuma necessidade de tomar!), mas depois de um tempo, se vc quiser e não te fizer mal, pode incluir sim, com moderação, é claro. O mesmo vale pro café.

É isso meninas! Agora vou correr que hj é dia de treino de posteriores, glúteo e panturrilha!!


Bjs


Fontes: cyberdiet.terra.com.br, delas.ig.com.br (Thaís Manarini, especial para o iG São Paulo), natural.enternauta.com.br e cristianaarcangeli.virgula.uol.com.br

5 comentários:

  1. Respostas
    1. Toma mesmo, Luah! A gente se sente tão bem...

      Bj

      Excluir
  2. Ahh adoreii eu amo chá!!! Principalmente verde, de arroz e capim santo! Eu tomo mais porque gosto mesmo não pela dieta rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, chá de arroz eu não conheço!! Vou pesquisar =)

      Bj, Ca!

      Excluir
  3. O de Hibisco sempre me salva, para desinchar pra alguma festa hehehe!

    Beijão

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...